21 setembro 2013

{Contos} Adolescente no corpo de mulher: Festa de Aniversário!



Olá leitores e blogueiros,

Faz um tempo que escrevi esse conto. Estou participando de um projeto, onde todo mês publicamos contos com diversos temas. Sempre tive vontade, mas sempre na hora de escrever não vinha à criatividade/inspiração. Até que surgiu o projeto organizado pela Carol do blog Irreparável, e aqui estou eu. Um dos temas foi: Antes dos 30, onde ideias foram surgindo, e pôde criar uma personagem chamada Amanda, uma mulher beirando trinta anos com cabeça de adolescente, em que alguns momentos, vai passar por crises do seu dia a dia. Gostei tanto desta personagem, que quando surgirem inspirações farei um conto com as aventuras dela, também vou publicar contos aleatórios, por conta do projeto. Vamos conferir o meu primeiro conto?






Só de pensar que daqui a algumas horas esta casa vai estar cheia de gente, já me dá uma canseira... Estou tão bem aqui em baixo das cobertas curtindo meu sábado, com esse friozinho gostoso. Meu eu sempre dizendo pra deixar de ser preguiçosa, pular da cama e ir direto para o banho... Mas não custa nada aproveitar mais uns vinte minutos de sono, estava tendo um sonho tão bom, um Deus grego vindo em minha direção...

- Nandaaa acorda menina, já passam das 10 horas da manhã e você ainda nem tomou banho, esqueceu da festa foi?

Será que minha mãe sabe que estou completando 30 anos? Não parece, me trata como se eu tivesse 15 anos ainda, uma adolescente. Se bem que em alguns momentos o modo como reajo é de mais nova.

Deixa dar aquela olhada rotineira no espelho. Hum... Amanda as rugas já estão aparecendo, será que aqueles cremes antirrugas prestam?... Olhando bem não tenho rugas, deixa de ser paranoica, você esta linda e nova, dando de 10 a 0 em muita menina por ai, tudo durinho até recebeu um elogio ontem... Como era o nome dele?! Poxa não lembro... O que me lembro, é que aproveitei a noite e fui ser feliz, aliás, tinha que comemorar o meu ultimo dia com vinte e nove anos.

Como é bom sentir essa água refrescante no banho. Relaxar o corpo, que o dia vai ser longo... Quem inventou essa festa? Nem pra me perguntarem se eu queria comemorar, como estou me sentindo. Queria sumir daqui e continuar com meus vinte e nove anos, sinto que com trinta estou carregando um peso, preocupações, já tenho muitas não preciso de mais... Vestido preto ou vermelho?

- Nanda minha filha já tomou banho? Vista o vestido vermelho que o filho da Neusa vem também, quero apresentar você a eles.

- Me poupe né mãe, não preciso de namorado. Não estou procurando.

- Você precisa é de um marido isso sim, e não vou apresentar nesse sentido. É que ele não conhece muita gente daqui e não custa nada você ser gentil com ele.

- Gentil sim, namorada não.

- Desce logo que os convidados já estão chegando.

Pensei alto ou minha mãe lê mentes? Conheço a peça, já quer me jogar nos braços de sei lá quem, mais um filho de uma amiga do clube. Deve ser como os outros, ou muito velho, viúvo, separado, mas com filhos, viciado em trabalho... Enfim nenhum se encaixando nos meus requisitos, vou de vestido preto e pronto. Nada de cair nas conversas da dona Mara.


*********************************

Poxa! Tantas pessoas para ver, e dou logo de cara com Renata, mas gorda do que nunca. Com os peitos enormes... Os meus são médios, fiquei com uma pontinha de inveja, mas ao ver seu barrigão, essa inveja passou rapidinho. Vinte e seis anos com três filhos, essa fabrica não para de crescer?

- Oi prima! Animada com a festa de aniversário? A tia caprichou mesmo, né, chamou todo mundo.

- Oi Renata. Pois é ela gosta de exagerar um pouco. Nem precisava disso tudo.

- Que isso Nanda, deixa a tia, ela esta tão feliz. Parece até que vai casar alguém.

Sínica... – E essa barriga? Quando vai fechar a fabrica de bebê?

- Ah! Estou de sete meses, eu e o Paulo amamos crianças, então já viu né Nanda.

- É, vi mesmo Renata, outra hora conversamos mais, tenho que cumprimentar os outros convidados.

Acabei de me lembrar, de que ano passado fiz uma lista com 30 coisas, que eu deveria fazer antes dos trinta. Infelizmente só consegui fazer cinco coisas da tal lista. Li muitos livros, assisti muitos filmes, afinal, essa idade não é para qualquer uma e tinha que me prevenir. Pensando bem... Esse programa cultural que fiz, adiantou alguma coisa?

- Amanda querida, feliz aniversário. Que Deus te ilumine em muitas coisas.

Senti seu abraço apertado e um beijo carinhoso no rosto. Adorava conversar com a tia Eliza, mas de uns tempos pra cá tenho fugido dela. Sempre tocando no assunto que me deixa um pouco frustrada.

- Oh, tia obrigada não precisava do presente. Onde está o tio Tony? Preciso conversar com ele.

- Ele pode esperar meu bem, tenho que conversar com você.

Frio na barriga – Não pode ser outra hora?

- Impossível, parece que você sempre sabe qual é o assunto e acaba saindo pela tangente...

- Não é isso tia é que ando muito ocupada e...

- Olha Nanda não quero magoar você e nem me meter em sua vida. Mas você não acha que já esta na hora de você arrumar um marido? Sair da casa da Mara e ter sua própria vida, casar e ter filhos. Hoje você esta completando trinta anos, o tempo passa muito rápido, parece que foi ontem que você tinha vinte anos e estava cheia de sonhos, realizando seus desejos e um deles era se casar. Mudou de ideia foi?

- Não mudei tia é que...

- Sua mãe pode não falar nada, e também esta muito ocupada cuidando dos preparativos do noivado de Victoria, mas da pra ver como ela sente em ver você tendo uma vida de adolescente, saindo todas as sextas à noite pra balada, final de semana dormindo até tarde. Sabemos que você dá duro a semana toda, mas sair um pouco dessa rotina faz bem. Pense nisso Nanda, só queremos o seu bem, você sabe disso, né?

Abraçar apertado tia Eliza, me fez um pouco melhor. – Sei sim tia, não se preocupe.

Será que sou um peso pra minha família? Qual é o problema morar ainda com os pais e não ser casada? Se bem que tia Eliza esta certa, tenho que construir minha própria família, meu lar. Quase todos os meus primos são casados, até minha irmã mais nova está ficando noiva. Devo ter algum problema, só pode.

Ai, lá vem minha mãe com cara de quem não gostou da minha escolha de roupa.

- Nanda deixa eu te apresentar o Tiago ele é o filho da Neusa. Foi transferido para cá e vai passar um tempo na casa da mãe.

OH MY GOD! Da onde surgiu esse Deus Grego, por que não segui o conselho da minha mãe e vesti o tal vestido vermelho, como será que estou? Calma, se acalme é um simples homem deve ser até comprometido.

- Nanda meu bem, esta passando mal? Você ficou branca de repente.

- É que... É que... Estou bem sim mãe.

Ele esta com um sorriso no canto da boca, muito charmoso. Será que ele esta me achando tola? Ai meu Deus que papelão.

- Nanda, fica um pouco com o Tiago, que vou ver se esta tudo em ordem na cozinha, já volto.

Frio na barriga – Ok mãe, faço companhia para o Tiago.

Sorri timidamente para ele e ele retribuiu. Como ele é lindo, como dizia minha vó, benza-te Deus, e a boca? Linda... – suspiros... Concentra-se Amanda.

- Então, o que veio fazer por esses lados?

- Como sua mãe já disse fui transferido, sou arquiteto e a empresa onde trabalho, esta precisando de mim aqui em Recife.

- Assim, vai ficar quanto tempo por aqui?

- Não sei direito, acabei de chegar. - Sorriu para mim e retribui.

Com certeza tem namorada, impossível ser solteiro. Barba para fazer, cabelo meio bagunçado, tipo atlético, deve malhar. Meu eu implorando para que parasse de encara-lo, mas ele me hipnotiza. Estou dando muita bandeira?

- Você trabalha em que? – Perguntou me encarando.

- Sou designer, e tenho minha própria empresa.

- Que interessante, quem sabe um dia não faremos alguns projetos. – Sorriu meio tímido

- Ah, com certeza – Silêncio.

- Filhaaa, vamos cantar os parabéns. – Disse a minha mãe quebrando o silêncio de nossas cabeças pensantes.

- Já estou indooo. – Olhei para o Tiago, e fiz um sinal para que ele me acompanhasse...

- Acabei de chegar de São Paulo, estou um pouco cansado. Outra hora conversamos mais, vamos marcar pra sair qualquer dia desses...

- Prima!!! – Desviei o olhar para saber quem tinha interrompido esse momento tão único, vejo minha prima Gabi me puxando pelos braços a caminho da sala de jantar.

- Todos já estão te esperando, vamos logo cantar os parabéns.

- Eu sei Gabi! Quero me despedir do Tiago...

Ao olhar, ele acabara de sai pela porta, nem tive tempo de me despedir e nem de dizer nada. Talvez a gente possa se encontrar de novo, não sei...

- PARABÉNS PRA VOCÊ NESTA DATA QUERIDAA, MUITAS FELICIDADES MUITOS ANOS DE VIDAA!!! PARABÉNS AMANDA!!!




Gostaram? Até a próxima!

7 comentários:

  1. hahahaha
    Adorei, querida!
    E essa ideia do de repente 30, meio que adaptado foi bem legal.

    Aii tiago...


    Beijinhos.
    Clicando Livros

    ResponderExcluir
  2. ahuahauhauhauhauhuahuahua
    Amei ver seu conto por aqui também, Sol!!!!!!!!!
    O conto tá bastante bom! A sua carinha!
    Fico muito feliz quando percebo o quanto que escolhi as pessoas certas para o Clube. Você é boa nisso, garota!!

    bjicos
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Adorei o conto Solange,bem legal,divertido,interessante...

    Fiquei com vontade de saber mais sobre a Amanda,sobre o Thiago...

    Parabéns,estréia perfeita.

    bjsss

    Bianca

    ApaixonadasporLivros

    ResponderExcluir
  4. Oi Solange, muito legal seu conto, bem diferente e divertido.
    Espero que a inspiração continue e venham outros contos tão legais quanto este.
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito do seu conto, é bem fluído, os pensamentos dela não são todos certinhos, são como a cabeça de uma mulher mesmo, estão pensando em algo e logo depois já mudam. haha
    Espero que tenha mais!

    Beijo, Mari.
    http://papersblood.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Bem a ideia me pareceu interessante, só que este conto está mais para crônica sobre um tema proposto. Mas valeu!

    ResponderExcluir
  7. Adorei o conto, e achei ele super divertido, sempre fiquei me imaginando se eu tivesse 30 anos e uma cabeça de adolescente, rs.

    Beijos <3
    www.livrosecores.blogspot.com

    ResponderExcluir

Olá, leitores e blogueiros.
Os comentários de vocês são muito bem-vindos.
Respondo a todos, deixe o link de seus blogs,
vou adorar visitar e comentar.

Bem vindos a Love Books.