04 março 2013

{Dica da Semana} Candy



A dica dessa semana é um longa australiano, aquele tipo de filme que assistimos há tempos atrás e não nos esquecemos. Não só pelo filme, mas também, por causa da perfeita sintonia dos atores.

O filme leva o público a entrar numa viagem triste, deprimente e muito próxima do real sem chocar com imagens fortes ou apelos sensacionalistas. Tudo é retratado de forma sensível, e é exatamente nesse sentimento que está o grande atrativo de "Candy". O filme se divide em três “capítulos”, o mundo para eles é como se fosse, o “Paraíso”, com a loucura e a vida insana das drogas, eles voltam ao “Mundo Real”, mas, a autodestruição os leva a crer que a vida é o “Inferno”.





Ano: 2006 
Gênero: Drama / Romance 
Direção: Neil Armfield 
Elenco: Abbie Cornish (Sucker Punch), Heath Ledger (Casanova), Geoffrey Rush (Piratas do Caribe). 


Sinopse: Candy (Abbie Cornish) é uma jovem e talentosa pintora, enquanto que Dan (Heath Ledger) é um promissor poeta. Eles se apaixonam assim que se conhecem, dividindo também a dependência por heroína. De início, Candy e Dan sentem viver no paraíso, mas a falta de dinheiro faz com que eles retornem à realidade. Candy torna-se prostituta, com o consentimento de Dan. Para afirmar sua união eles decidem se casar, mas a dependência das drogas afeta cada vez mais sua felicidade e com o decorrer do tempo, percebem que não têm como sobreviver. 








“Eu não estava tentando arruinar a vida da Candy, 
eu só queria tornar a minha melhor.”




Algumas Curiosidades

*Distribuição: Califórnia Filmes 
*Abbie e Geoffrey já trabalharam juntos no “Elizabeth: A Era de Ouro”. 
*Abbie foi indicada à 3 prêmios de Melhor Atriz por interpretar Candy, venceu 1. 
*O filme foi indicado no Festival de Berlin. 
*O filme é baseado em uma obra do escritor Luke Davis.



Trilha Sonora


" Song to the Siren" - Paula Arundell
"One Two Three Four Five Six Seven Eight Nine Ten Barbie Dolls" - Pizzicato Five 
"Blue Moon" - My Life with the Thrill Kill Cult
"Wedding Theme From Candy" - Johnette Napolitano 
"Slowly" - Amon Tobin 
"Let's Get Away From It All" - Pippa Grandison
"Rolling" - Soul Coughing 
"Sugar Man" - Rodriguez 
"Ave Vernum Corpus" - Sydney Philharmonia Choir & Sydney Symphony Orchestra
"Ultrasound" - Good Bhudda 
"Cantus in Memory of Benjamin Britten" - Bournemouth Sinfonietta 
"Song to the Siren" - Tim Buckley



Eu Achei

A primeira vez que assisti "Candy", foi em 2007 quando lançou no Brasil. Gostava muito do Ledger, desde 1999 depois de “10 Coisas que eu Odeio em Você”, mas não sabia que ele era tão bom ator assim. Juro, surpreendeu-me, o filme e a atuação dele. Para mim, seria mais um daqueles filmes de romance (que eu tanto amo), mas encontramos muito além disso, desventuras, perdição, loucura, um leve ar cômico e mais e mais coisas que nos prendem até o subir dos créditos.

Geoffrey está em um papel que não o destaca tanto, mas, que é importante para o casal Candy e Dan. Ele diz o que eles precisam ouvir, mesmo sendo um dependente como eles. “Quando você pode parar, não quer; quando quer parar, não pode…”.

A vontade de se libertarem do vicio é tão grande quanto continuar a viver assim. Eles não entendem o mundo e não parecem compreender a realidade, eles necessitam de dinheiro e vivem de qualquer forma que lhes possa render isso. Prostituição, roubo.



A vida volta a fazer sentido quando Candy engravida, mas mesmo assim, os dois não param de imediato com a heroína e dia após dia dizer ser sua última dose. Ficam poucos dias em abstinência, mas, Candy tem um aborto, e aí, mas uma vez, você vê que Ledger é um grande e talentoso ator. Vocês precisam ver as cenas no hospital. Aliás, vocês precisam assistir ao filme.

É perturbador como a história se encaminha ao final, como Candy retrata Dan em sua vida e como ela reaparece e ele a liberta da vida dele. É triste quando Dan olha para Candy, “limpa”, sóbria daquela vida, como ele prefere não estragar aquela versão nova dela, "prefere não possuí-la, abrir mão dela, deixá-la voar, e isso por saber que, por mais que a ame, ele não vai lhe trazer nenhum bem".

Ou talvez não seja nada disso. Talvez a coisa não tenha nada a ver com “generosidade” ou preocupação com a felicidade dela. Pode ser que tudo o que ele queria ao dizer esse doloroso adeus, era superar outro de seus vícios: uma linda menina loura com nome açucarado, de quem seu corpo tinha mais necessidade do que de água, e que agora era preciso aprender a viver sem….



Só posso dizer, assistam e tirem as suas loucas e confusas conclusões.

Ótima semana a todos nós... Beijinhos.



12 comentários:

  1. oi Solange. Adoro filmes. Mas ando assistindo muito pouco. Adorei a dica. bjs
    Eykler

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá... Assista sim.. é um ótimo filme.

      Excluir
  2. Ai que legal!!!
    Me interresei bastante pelo enredo. E você falou super bem do filme. Encantada!!!
    Vou procurar para assistir.

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assista sim, é uma história que foge um pouco dos romances que costumamos assistir..

      Bjoos

      Excluir
  3. Amei essa série, gostei do seu blog.
    Estou seguindo o seu blog, retribui no meu....
    http://luadesangue1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Que dica mais legal!!!!

    adorei de verdade e vou atrás dele.

    bjss

    Bianca

    http://www.apaixonadasporlivros.com.br/

    ResponderExcluir
  5. A este filme com Heath Ledger nunca assisti, passou outro dia na cabo, mas acabei não vendo vou procurar. Boa dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procure sim tenho certeza que irá gostar mto.. Heath é maravilhoso não há o que dizer dele.

      Excluir
  6. Nossa! O filme parece ser bem intenso. Qualquer dia vou atrás para assistir, pois não conhecia e fiquei bastante interessada ao ler suas impressões. Vlw pela dica. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu já assisti esse filme e fiquei chocada em vários momentos. È um filme forte, mas que deveria ser visto pelos nossos jovens, para saber os efeitos nocivos das drogas. Eu recomendo...

    ResponderExcluir
  8. Já me ganhou pelo quote, que coisa perfeita *o*
    Eu adoro os trabalhos do Heath Ledger, porém, ainda não tinha assistido esse.
    Amei a dica.
    Beijinhos!
    http://fulanaleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Eu tb gosto desse ator, só pelo filme 10 coisas, e fiquei com vontade de ver este filme, eu nem conhecia!!
    beijos Mila

    ResponderExcluir

Olá, leitores e blogueiros.
Os comentários de vocês são muito bem-vindos.
Respondo a todos, deixe o link de seus blogs,
vou adorar visitar e comentar.

Bem vindos a Love Books.