06 fevereiro 2013

{ Falando de... } Big Brother Brasil


Ola leitores e blogueiros,
hoje nos trago um tema, que não combina muito com a ideia do blog. Mas para vocês entenderem. Esse post sera dividido em 2 partes.
na 1º parte, vamos disponibilizar um texto feito pelo nosso colunistas Rubens Scapone, onde ele escreve um pouco de como surgiu o BBB e seus ideais. É importante ler este texto para entender a 2º parte.
Pois na 2º parte vamos colocar as opiniões de 2 colunistas do blog e de 2 convidadas a Kéziah Raiol do blog Paixão Literaria e a Gilciany Maria do blog Ler e Pensar.
Os 4 vão dizer sua opinião sobre o tema e dizer se trocariam o BBB por um bom livro, filme ou serie.
Fiquem ligados e se deliciem com o texto.

O nome do programa faz alusão direta ao personagem do romance "1984", de George Orwell. Nesse romance, escrito em 1948, projetava-se um futuro terrível em que todas as pessoas são observadas todo o tempo em todos os lugares por telas e câmeras de vigilância, supostamente por um “Grande Irmão” generoso, na verdade um tirano cruel. Esse tirano mantém poder absoluto graças à tecnologia das telas de vigilância e a diversas técnicas de tortura e lavagem cerebral.

O “Big Brother” de Orwell se inspira claramente nos grandes tiranos do nosso tempo: Hitler e Stálin. No seu romance o escritor inglês critica frontalmente os campos de concentração nazistas, mostrando-os como um projeto terrível de sociedade. Nesses campos, a principal tortura é a eliminação metódica da individualidade. Não bastava matar todos os judeus, era preciso antes acabar cientificamente com qualquer resquício de dignidade deles.

Como é que o horror do "Big Brother" se tornou um programa televisivo de entretenimento, a ponto de se achar que ele pode ser “educativo”? Trata-se de uma ironia perversa. No Brasil essa ironia se amplia, porque o apresentador oficial do programa é um jornalista bem apessoado, culto, poeta nas horas vagas, conhecido por comandar entrevistas de arte e literatura. A simples existência do programa é um sintoma claro de que o nazismo não foi completamente derrotado e de que a previsão apocalíptica de Orwell vem se realizando ao menos em parte, e em parte importante: na televisão que invade todos os lares.

O programa é ainda mais poderoso do que os campos nazistas porque para eles as pessoas eram arrastadas à força, enquanto para o programa elas se oferecem aos milhares. Chamar o programa de “reality show” é mais uma ironia, porque a “realidade” que se oferece aos espectadores é toda construída artificialmente, quando se confinam pessoas desesperadas por fama e dinheiro para que delas aflore o que o ser humano tem de pior. Os participantes tornam-se cobaias de laboratório na mão ou no “olho” não apenas do apresentador como dos espectadores. Isso significa que o programa não afeta somente os participantes, tornando-os patéticos e deprimentes, mas principalmente os espectadores, tornando-nos torturadores virtuais.

Para finalizar, recorro às palavras revoltadas e iluminadas do jornalista Marcelo Migliaccio, do “Jornal do Brasil”: “alegrem-se, retardados mentais, sádicos, masoquistas e cínicos, o tratador acaba de abrir a porta da jaula para lhes dar sua ração anual de lixo perfumado. Vai começar o retrato mais nítido do apocalipse, o Big Brother Brasil.



Não se esqueçam, na próxima postagem vamos colocar as opiniões dos colunistas e blogueiras.



13 comentários:

  1. Eu não assisto Big Brother concordo com tudo o que você disse acho que quem assisti esta dando sua audiências a porcos , beijos !

    euvivolendo.blogspot.com ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compreendo o que disse.
      obgda pela opinião.
      bjs

      Excluir
  2. Sabe... desde pequeno eu assistia o BBB, conforme fui crescendo, descobri que muitas coisas podem suprir a necessidade de um bom lazer... Todos já sabem o que é: Livros.
    Hoje em dia ainda assisto o programa, porém bem pouco... bem pouco mesmo...
    Obrigado por comentar no meu blog.
    Gabriel - Corações de Neve
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, tambem como você, assistia bastante, torcia
      e chegava a ficar brava, pelos resultados.
      Mas hoje, não tenho tempo, nem paciencia para
      assistir.
      de nada ^^
      bjs

      Excluir
  3. Eu gosto de assistir BBB sempre foi uma tradição lá em casa, e era bem legal pois a gente dava nossa opinião sobre quem a gente tava torcendo. Mas depois de algum tempo acho que foi ficando meio chato, e perdi a vontade de assistir, ainda assisto mas não é como antigamente!
    Beijos
    Yasmin
    deitadosnagrama.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui em casa, só eu que assistia, a minha mãe
      não surportava. Agora que não acompanho
      mais, ela fica soltando noticias do BBB. rsrsr
      bjs

      Excluir
  4. Olá!
    Olha, eu sempre assisti BBB, sempre dando minha opinião quem merecia ou não ganhar, e sobre como uma pessoa muda completamente por causa de dinheiro e tal!
    Não é o melhor dos programas e não tem nada educativo!
    Ótimo texto!
    Obrigada pela visita!

    Beijão
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, tambem assisistia, pensando nisso
      como uma pessoa pode mudar tanto por dinheiro.
      Hoje um pouco mais velha, vamos entendendo
      a "filosofia" das coisas.
      de nada ^^
      bjs

      Excluir
  5. Oi querida, eu não gosto mais de BBB, perdeu a graça... Hehe

    Tem meme pra vc no blog, beijos

    http://livroseuquerolersempre.blogspot.com.br/2013/02/meme-na-minha-estante.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahah
      ok, vou passar por la
      bjss

      Excluir
  6. eu nao assisto nem televisão direito, imagina bbb
    cara eu acho uma perda de tempo, no primeiro eu era criança e tals, ainda assisti pq era obrigada pq só tinhamos uma televisao e eu nao podia assistir o que queria se o pessoal quisesse ver outra coisa
    mas agora eu acho muita perda de tempo sabe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje com o blog, livros, filmes e series. Tambem fico sem assisti TV. Conto nos dedos os promagas que assisto e não são no canal aberto e sim no pago.
      bjs

      Excluir
  7. Sério, eu não entendo qual é a desse grande 'preconceito' contra o BBB.
    Assiste quem quer, concordo que a pessoa não esta aprendendo nada com isso, mas também não está desaprendendo.
    Isso não é uma coisa brasileira apenas, é uma coisa mundial... E o fato é que boa parte das pessoas que criticam o reality estão fazendo a fama dele, com certeza todo mundo sabe quem foi eliminado terça-feira passada e vai saber quem será o líder hoje.
    No final é tudo uma hipocrisia. Se quiser assistir assista, agora fazer campanha para as pessoas não assistirem... Poupe-me.
    As pessoas tem que passar a se preocupar com coisas realmente importantes e não ficar fazendo campanha contra programas de TV.
    Enfim, essa é a minha opinião.

    Beijos,
    http://www.segredosentreamigas.com/

    ResponderExcluir

Olá, leitores e blogueiros.
Os comentários de vocês são muito bem-vindos.
Respondo a todos, deixe o link de seus blogs,
vou adorar visitar e comentar.

Bem vindos a Love Books.